Mercado

Os resultados da indústria automobilística confirma o gradual retorno das atividades

Indústria automobilística brasileira continua em alta

A indústria automobilística brasileira continua registrando bons resultados neste ano. O balanço divulgado pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, aponta alta no licenciamento, produção e exportação de novos veículos no primeiro trimestre.

Neste período, 545,5 mil veículos foram vendidos, o que representa um crescimento de 15,6% frente as 472 mil unidades licenciadas no ano passado. O comparativo mensal também mostra números superiores: somente em março 207,4 mil unidades foram negociadas, aumento de 32,2% ante as 156,9 mil de fevereiro, e de 9,6% sobre as 189,2 mil de março de 2017.

Para Antonio Megale, presidente da Anfavea, o balanço confirma o gradual retorno das atividades da indústria automobilística:

“Mesmo com dois dias úteis a menos, o desempenho do último mês ficou quase 10% acima de março do ano passado, o que configura mais um indicador que comprova a retomada do mercado interno.

Com inflação baixa, desemprego em queda e juros básicos nos menores patamares da história, é uma questão de tempo para o consumidor ter mais acesso ao crédito. Isto nos deixa bastante otimistas quanto ao futuro da economia e do setor”.

A produção no acumulado do ano ficou em 699,7 mil unidades – expansão de 14,6% em relação às 610,7 mil do ano passado. Só no terceiro mês, 267,5 mil unidades saíram das linhas de montagem, acréscimo de 25,3% se comparado com as 213,5 mil de fevereiro, e de 13,5% na análise contra as 235,6 mil de março do ano passado.

As exportações no trimestre cresceram 3,3%: foram 180,2 mil unidades em 2018 e 174,5 mil no ano passado. Em março 67,5 mil veículos deixaram as fronteiras brasileiras, alta de 1,8% se defrontado com as 66,3 mil do mês anterior. Quando comparado com igual período do ano passado, com 69,3 mil unidades, o resultado é menor em 2,6%.

A produção de caminhões do primeiro semestre foi de 24,4 mil unidades

Caminhões

As vendas de caminhões em março registraram 5,9 mil unidades, crescimento de 46,8% ante as 4 mil de fevereiro, e de 44,5% sobre as 4,1 mil de março de 2017. No acumulado do ano o registro é de expansão de 50,4%, com 14,5 mil unidades em 2018 e 9,7 mil no ano passado.

A produção no primeiro trimestre foi de 24,4 mil unidades, elevação de 55,1% frente as 15,8 mil fabricadas no ano passado. No terceiro mês de 2018 10 mil caminhões foram fabricados, o que representa alta de 28% em relação aos 7,8 mil de fevereiro, e de 67,1% se comparado com os 6 mil de março do ano passado.

No âmbito das exportações, o segmento indica acréscimo de 25,3% no acumulado: 7,3 mil unidades neste ano e 5,8 mil no exercício anterior. Em março 2,8 mil unidades foram exportadas, aumento de 2% quando defrontado com as 2,7 mil de fevereiro, e de 3,8% ante as quase 2,7 mil de março de 2017.